Refluxo? Quatro hábitos que deve abandonar imediatamente

por Helorrany Rodrigues da Silva publicado 06/08/2022 08h00, última modificação 05/08/2022 14h43
Confira!

refluxo não lhe dá descanso? A sensação de enfartamento e de ardor no peito, como se estivesse queimando, não passa? Pode se tratar de refluxo gastroesofágico, uma doença que consiste no retorno do conteúdo do estômago para o esôfago. 


A boa notícia é que, conforme explica um artigo publicado no portal Metrópoles, uma mudança nos hábitos pode ajudar a reduzir a sua frequência e até a evitá-lo. Os especialistas aconselham as pessoas a evitar:

 

1- Consumo de  bebidas gaseificadas


Quando entra em contato com o esôfago, o gás das bebidas aumenta a pressão dentro do corpo e provoca o refluxo. No estômago, aumenta a libertação de ácido clorídrico e irritam o sistema digestivo.

 

2- Beber café em excesso


O café e outras bebidas ricas em cafeína, como o chá mate, prejudicam a mucosa gástrica e resultam no relaxamento da esfíncter do esôfago, que é o músculo responsável por iniciar o processo de deglutição. O relaxamento da esfíncter do esôfago faz com que o ácido do estômago volte ao esôfago, causando uma sensação de queimadura.

 

3- Comer chocolate a toda a hora


O chocolate é rico em gorduras, cafeína e teobromina, três substâncias que irritam a mucosa do estômago e provocam o relaxamento da esfíncter do esôfago. Evite consumi-lo com frequência, e opte sempre por pequenas quantidades.

 

4- Ingerir bebidas alcóolicas


O tabagismo e o alcoolismo prejudicam o sistema digestivo de diversas formas e podem gerar complicações sérias com o passar do tempo. Enquanto a alimentação causa o relaxamento temporário da válvula do esôfago, a fumaça e as bebidas alcoólicas enfraquecem o esfíncter a longo prazo, podendo tornar este problema irreversível. 

 


Com Informações Notícias ao Minuto

Imagem: © Shutterstock

Edição Site TV Assembleia

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.