Trabalhador com conta no FGTS receberá parte do lucro bilionário do fundo

por Ângela Núbia Carvalho Sousa publicado 16/06/2022 19h04, última modificação 16/06/2022 19h04
Serão distribuídas quantias entre o montante de R$ 8,5 bilhões de 2021 até agosto, para quem tem contas ativas ou inativas do fundo

Parte dos lucros de R$ 8,5 bilhões do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) obtidos em 2021 serão distribuídos entre os trabalhadores com contas vinculadas ao fundo, ativas ou inativas, até 31 de agosto. Os ganhos de 2021 serão divulgados até o final de julho pela Caixa Econômica Federal, e o total a ser distribuído ainda precisa ser confirmado pelo Conselho Curador do FGTS.

O conselho realiza reunião extraordinária em julho para decidir sobre o demonstrativo financeiro de 2021, e está marcada para agosto reunião oficial a fim de definir a distribuição dos resultados positivos. O órgão é integrado por representantes do governo, trabalhadores e empresas, e cabe a ele definir o percentual de lucro a ser depositado. As informações são da Folhapress.

No ano passado, foram R$ 8,1 bilhões repassados, o que correspondeu ao recebimento, pelos trabalhadores, de 96% do lucro líquido de 2020. Ainda conforme divulga a Folhapress, diante da inflação oficial medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em 2021, de 10,06%, é provável que o rendimento do fundo agora fique abaixo desse índice, mas ganhando de aplicações como a poupança.

A agência de notícia cita nota do Ministério do Trabalho e Emprego que afirma que, desde que os lucros passaram as ser distribuídos, em 2017, "a remuneração das contas vinculadas superou o IPCA". Esse deve ser o primeiro ano que o valor ficará abaixo.

O FGTS no Brasil inclui 190 milhões de contas ativas e inativas, sendo que em 2021 foram cerca de 90 milhões de trabalhadores agraciados com a distribuição do dinheiro.

Têm direito ao lucro os cotistas que tinham saldo nas contas em 31 de dezembro do ano-base e o valor recebido é proporcional ao saldo do trabalhador. O dinheiro é incorporado ao saldo do FGTS e pode ser sacado em casos de demissão sem justa causa, estar três anos sem emprego com carteira assinada, fim do contrato temporário, compra de casa própria, aposentadoria, saque-aniversário e doenças graves. A distribuição é feita pela Caixa na conta de cada trabalhador.

Todo trabalhador brasileiro com contrato de trabalho formal, regido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), além de trabalhadores domésticos, rurais, temporários, intermitentes, avulsos, safreiros (operários rurais que trabalham apenas no período de colheita) e atletas profissionais têm direito ao FGTS. Cabe ao empregador depositar todo mês 8% do salário do profissional em uma conta em nome dele.

O lucro do FGTS é como se fosse um rendimento baseado na taxa de juros do país, de todas as contas de todos os trabalhadores que tiveram ou têm um emprego formal.

Em 2021, foram distribuídos mais de R$ 573,6 milhões de lucro do FGTS para cerca de 17 milhões de contas de trabalhadores em Minas Gerais, conforme dados da Caixa Econômica Federal.

Para consultar o extrato do FGTS, é possível baixar o aplicativo "FGTS" (disponível no Google Play e App Store), por meio do site do FGTS, ou aplicativo da Caixa Econômica Federal, caso o usuário seja correntista do banco.


 

Fonte: Correio Braziliense 

Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.