Oncologista lista 7 sinais do corpo que podem indicar câncer

por Ângela Núbia Carvalho Sousa publicado 01/07/2022 16h41, última modificação 01/07/2022 16h41
Especialista reafirma importância do diagnóstico precoce para aumentar as chances de sucesso do tratamento

O câncer é uma doença em ascensão. O aumento na expectativa de vida da população e o maior controle das doenças cardiovasculares fazem com que a incidência de casos esteja crescendo na população.

 

“É uma doença do envelhecimento. E a população, cada vez mais, alcançará a longevidade. Com o controle das doenças cardiovasculares, os seres humanos perecerão, cada vez menos, de males como infarto, derrame, entre outros, entretanto, padecerão mais de câncer”, explica o médico Wesley Pereira Andrade, médico titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) e médico titular da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM).

 

A boa notícia, entretanto, é que o conhecimento científico sobre a doença têm evoluído bastante e o diagnóstico precoce aumenta as chances de sucesso do tratamento. Neste contexto, é importante que as pessoas estejam atentas e informadas sobre possíveis sinais de alerta emitidos pelo corpo.

 

O médico Wesley Pereira Andrade indica 7 sinais do corpo que podem estar relacionados a um câncer:

1 – Caroços ou nódulos

Caroços ou nódulos no corpo – como, por exemplo, nas regiões das mamas, axilas e pescoço – que não desaparecem em três ou quatro semanas, precisam ser investigados por um médico;

 

2 – Tosse persistente ou rouquidão

Tosse persistente ou rouquidão podem ser sintomas de tumores de pulmão ou das vias aéreas superiores. Se a tosse é frequente e o escarro é acompanhado de sangue, pode ser câncer de pulmão. Já a rouquidão pode denotar problemas da área respiratória ou da laringe. Tabagistas e etilistas estão mais propensos;

 

3 – Mudanças no hábito intestinal

Alternância entre diarreia e constipação, bem como sangramento nas fezes devem ser investigados pelo médico para avaliar se estão relacionados a tumores gástricos ou intestinais;

 

4 – Perda de peso inexplicada e aparente

Caso ocorra uma perda de peso que não seja provocada por alimentação/dieta, prática de atividade física ou consumo de medicamentos para emagrecer, também é necessário investigar a possibilidade de tumores gástricos.

 

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, mostrou que a perda de peso não intencional era o segundo maior preditor de tumores colorretais, de pulmão, pâncreas e rins, além de estar associado a outros tipos de câncer;

 

5 – Presença de feridas na pele ou manchas escurecidas

Alterações na pele, como manchas e sinais, devem ser avaliadas pelo dermatologista pois podem se tratar de câncer de pele;

 

6 – Sangramento vaginal inesperado

O aparecimento de sangramentos fora das datas regulares em mulheres na pré-menopausa pode indica problemas na região do colo do útero ou do endométrio. Jovens que têm sangramentos anormais fora do período de menstruação também devem ficar atentas;

 

7 – Dores persistentes e inexplicáveis

O câncer de pulmão, por exemplo, pode causar dores no peito. Dores de cabeça recorrentes podem apontar alguma enfermidade cerebral e dores em relações sexuais podem estar relacionadas a tumores ginecológicos, entre outras.

 

Fonte: Metrópoles

Imagem: Getty Images

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.