Prefeitura responde à deputada Teresa Britto sobre hospitais de Teresina

por Ascom/Alepi publicado 03/08/2022 12h20, última modificação 04/08/2022 14h08
A deputada do PV solicitou providências para a manutenção do funcionamento dos hospitais de pequeno porte na capital.
Prefeitura responde à deputada Teresa Britto sobre hospitais de Teresina

Deputada estadual Teresa Britto com João Mádison

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) recebeu da Prefeitura de Teresina, ofício em resposta ao requerimento, aprovado em agosto de 2021, da deputada Teresa Britto (PV), solicitando providências para a manutenção do funcionamento dos hospitais de pequeno porte da capital. Segundo o Executivo municipal, o atendimento ficou comprometido por causa da pandemia de Covid-19 e da reorganização da prestação de serviços hospitalares.


Um caso destacado por Teresa Britto foi o do Hospital Mariano Castelo Branco, localizado no bairro Francisca Trindade. A parlamentar criticou a retirada da oferta de especialidades como cardiologia e ortopedia e chamou de desmonte o que era vivenciado na unidade. A Prefeitura respondeu que o hospital ficou como estabelecimento exclusivo para internação Covid e que, no pico da pandemia, os atendimentos ambulatoriais foram suspensos, mas que, desde setembro do ano passado, eles retornaram.


Na resposta, o Executivo municipal informou que, além do Hospital Mariano Castelo Branco, existem mais três unidades de pequeno porte sob sua administração. 


No Hospital da Primavera, a pandemia obrigou a manter a urgência e a emergência, atendendo apenas vítimas de mordeduras de animais e pacientes levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Mas, desde setembro de 2021, os atendimentos a adultos foram restabelecidos. Outro hospital que se especializou foi o do Parque Piauí. A partir da redução dos casos de Covid-19, a unidade passou a focar-se apenas em pediatria. 


O quarto hospital de pequeno porte gerido pela Prefeitura de Teresina, é o Ozéas Sampaio, que fica no bairro Matadouro. Na resposta encaminhada à Alepi, foi informado que ele atendia apenas em urgência e emergência, mas que, desde março de 2021, foram instalados 27 leitos para atendimentos não-Covid.

 

Nícolas Barbosa - Edição: Katya D'Angelles
registrado em: